Roteiro de uma semana em Paraty

De WikiRio
Ir para: navegação, pesquisa
Banner-Paraty.jpg

PARATY
COMO CHEGAR   •   PASSEIOS   •   CENTRO HISTÓRICO   •   BARES   •   RESTAURANTES   •   ATRAÇÕES   •   HOSPEDAGEM

Ver também: Paraty, Praia do Sono, Costa Verde e Trindade

O roteiro

Peixes de todas as cores são comuns na região.
O passeio de saveiro é imperdível.
A culinária de Paraty é bem diversificada.
A topografia do lugar deixa qualquer um de queixo caído.
São inúmeras ilhas que podem ser visitadas de barco
Paraty é uma cidade muito agradável e cheia de passeios. Possui 300 praias, e como fica encravada entre a Serra do mar e o litoral, tem banho de cachoeiras, trilhas, fazendas históricas, além do centro da cidade que tem casas com mais de 100 anos, tudo tombado pelo patrimonio historico. Do cais você pode pegar um barco e visitar diveras ilhas que ficam próximas.

—Turista


Para o turista desavisado, Paraty é uma cidade que pode ser conhecida em um único dia. O centro histórico, com sua arquitetura colonial preservada, é sem dúvida um de seus grandes atrativos, mas Paraty esconde por todos os lados uma inigualáve beleza natural. O roteiro abaixo serve para o turista se programar e desfrutar ao máximo o que Paraty tem a oferecer:


1º Dia - Fazer um passeio de barco

As praias e ilhas selvagens da baía de Paraty estão entre as mais bonitas do litoral brasileiro. Suas águas claras e calmas, repleta de peixes de todas as cores, são um convite irrecusável para um mergulho. Existem muitas escunas e traineiras que fazem um percurso entre os melhores pontos. Os passeios, que saem do cais diariamente, duram entre 4 e 5 horas e agrada crianças e adultos.


2º Dia - Conhecer a vila de Trindade

A encantadora vila de pescadores da Trindade é um passeio "obrigatório" pois além de suas 7 fantásticas praias, possui uma rica história a contar. As praias são:

  • Praia Brava - Praia selvagem com acesso feito por trilha a partir da estrada para Trindade.
  • Praia do Cepilho - Praia com vários barzinhos e boa para a prática do surf. Chega-se de carro e há estacionamento.
  • Praia de Fora ou dos Ranchos - Praia que pega toda a extensão da vila. Possui muitos bares.
  • Praia do Meio - Praia pequena e com águas calmas. Conta com alguns barzinhos e é um dos cartões postais de Paraty.
  • Praia do Cachadaço - Extensa praia e com correnteza forte. Chega-se por trilha e conta com alguns campings sem energia elétrica.
  • Praia da Figueira ou dos Pelados - Pequena praia que tem este nome por ser local de prática de naturismo. Chega-se por trilha.
  • Cachadaço - As grandes rochas no canto da praia formam uma piscina natural de água cristalina onde é possível nadar junto aos peixinhos. Chega-se por trilha.


3º Dia - Perambular pelo centro histórico

O Centro Histórico, tombado como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, destaca-se por suas construções dos séculos XVIII e XIX e pelo calçamento irregular das ruas, por onde não passam carros. Além da bela arquitetura, o centro possui um farto comércio com destaque para o artesanato típico. Alí também estão instalados vários restaurantes. É também nacionalmente famosa a cachaça fabricada localmente, que pode ser encontradas em várias lojas especializadas nesta bebida.

À noite, Paraty adquire um clima mágico. Passear calmamente por suas ruas é tão prazeroso que não dá vontade de voltar paraa pousada. Aproveite para escolher em restaurante com música ao vivo e pedir um bom prato para repor as energias para o dia seguinte.


4º Dia - Fazer passeios na Mata Atlântica e nos alambiques

Após 2 dias curtindo o mar, nada melhor do que conhecer as inúmeras cachoeiras que existem no Caminho da Serra. Duas estradas que cruzam o Parque Nacional Serra da Bocaina, construidas nos séculos XVIII e XIX, merecem a visitada: O Caminho de Ouro, que vai de Paraty a Cunha e a Estrada do Degrau, de Cunha à Cachoeira de Pedra Branca. As cachoeiras do Tobogã e do Corisco são alguns dos muitos pontos onde as águas nos convidam para um banho refrescante. Com um pouco de sorte é possível avistar alguns animais de porte, como a preguiça, a suçuarana, o tamanduá-bandeira, a lontra, a anta e a jaguatirica, entre outros. Alí é também habitat de muitas aves como sabiá, graúna, beija-flor, João de Barro, curió, cardeal, bem-te-vi etc.

No percurso também pode-se conhecer antigos engenhos de pinga e aprender sobre o processo tradicional de fabricação, além de, claro, degustar uma cachacinha. Entre um mergulho e uma dose, também é possível parar para apreciar os restaurantes e ateliers que fazem parte da Rota das Cachoeiras.


5º Dia - Passear pela costa da região

Em direção a Angra dos Reis, no Litoral Norte, existem as belas praias de São Gonçalo, São Gonçalinho e Prainha. De São Gonçalo saem pequenos barcos que levam os turistas até a belíssima ilha Pelada Pequena. Indo em direção a Ubatuba, chega-se a Paraty-Mirim, que além de uma praia de águas calmas, tem uma aldeia de índios guaranís e a Igreja mais antiga de Paraty.

Chegando em Ubatuba (SP), a Vila de Picinguaba, a casa de farinha comunitária e a Praia da Fazenda (que fica dentro do Parque Estadual da Serra do Mar) são lugares que preservam muito bem a cultura local e a natureza.

A Praia do Sono, acessível por trilha de 6 horas de duração, também é uma boa opção. Esta praia tem uma pequena vila de pescadores, onde é possível observar de perto a cultura caiçara.


6º Dia - Fazer esporte radical

Na região existem inúmeras opções de esporte radicais, como rapel, escalada e tirolesa. Além disso, pode-se velejar, fazer trilha, andar de jeep, surfar, andar a cavalo, alugar uma bicicleta e muito mais. Caso decida mergulhar, prepare-se para ver uma imensa variedade de peixes como badejo, linguado, cavala, enchova e outros, além de crustáceos e moluscos.


7º Dia - Dia de relaxar

A localização privilegiada de Paraty permite fácil acesso a locais calmos e relaxantes. Alí é fácil entrar em contato com a natureza e curtir o canto dos pássaros e o agradável barulho das cachoeiras. Além destes locais, a região conta com uma estrutura profissional voltada ao bem-estar, como serviços de masasgem, aromaterapia, sauna e ofurô, dentre outros.


Gostou e quer ficar ainda mais em Paraty?

Caso você decida por ficar mais de uma semana em Paraty, existem muitos outros lugares para serem descobertos. Pegue dicas na pousada, nos bares e com outros turistas e você vai perceber que o lugar tem muito mais a oferecer.